quarta-feira, 11 de novembro de 2009

AS HORAS PARAM...


As horas não passam

Quando estou te esperando.

Meus olhos passeiam,

E o coração fica palpitando.

Chego a ficar com ânsias

E achar que estou te perdendo.

Nem a esperança me enche de paz,

Só o pensamento de não vê-lo nunca mais.

Atos e fatos

Vou fazendo um balanço.

Da mais sórdida briga ao inteiro encanto.

Guerra e paz

É o nosso cotidiano.

Nossa vida se faz

De engano e desengano.

Nos amamos assim,

Somos nossa razão de viver.

Por isso as horas param,

Quando espero pra te ver.


27/12/2007 Tereza Neumann

Um comentário:

Ângela Coelho disse...

Que amor forte este, responsável pelas horas não passarem?
Muito lindo Te.
Beijos no teu coração.