segunda-feira, 25 de agosto de 2008

MAIS UM LINDO POEMA DA POETISA DELASNIEVE DASPET


O tempo, Inexorável, Nada Me Diz...
Delasnieve Daspet


( Já vai mais um dia do ano! )
Espanto-me com o tempo.
A realidade cai em meus ombros,
Acordo de um sono profundo.

Deus! Como não percebi?!
Já se passaram os anos e eu não vi!
Já vivi mais da metade de minha vida,
O meu tempo na terra já se esvai!

Não me dei conta e perdi-me com tantas coisas
Sem importância...
Não parei para observar que o tempo não volta!

Que me resta além do que pus fora com
Intransigência, intolerância, ilusões, desamor,
arrogancia até? O que me resta?!

Com muita sorte terei pela frente no máximo
Uma década de vida útil, saúde para realizar
As coisas simples da vida!

Cinquenta e tantos espartanos anos...
O que eu sei?! Nada!
Só sei que estou viva agora!
Sim estou.. pulsam minhas veias,
O sangue acelerado anda por todo corpo,
E os sentimentos, a emoção, o sentir,
Respiram em mim!


Estou viva ainda ou é apenas um espectro quem escreve?
Estou viva,choro, aspiro, respiro, canso, sonho,
Desejo, amo e odeio...
O vento ondula e lambe o suor que escorre de
Minha pele, com suavidade.
Desperta, estou!

E amanhã?!
Amanhã sentirei estes mesmos sabores e odores?
Não sei... o tempo, inexorável, nada me diz...
Sofro... Lamento...
Acabo de descobrir a fugacidade da vida,
E tanto escorreu-me pelos dedos...

O que deixei para depois?!
Será que ainda dá tempo
De te dizer que te quero bem?!
Ou será que meu depois não existirá?!

Agora que tudo pode ser tão agradável
Começa a findar...
Chegou a maturidade - o melhor momento
Já passou!

Grama crescendo, uma flor se abrindo, a chuva que cai,
Cabelos molhados, roupa colada ao corpo,
Misha sorrindo, sabiá laranjeira no quintal,
Ararinha que passa voando,
A melodia que se perde no éter,
Tu - amigo querido,
Teu sorriso - minha criança amada,
São as coisas mais simples e verdadeiras
Que encontrei ...

O tempo...
Já tão curto não me oferece segunda época.

22.17 horas - 03.01.05
Campo Grande MS

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=101489&cat=Poesias

Um comentário:

Pedro Galuchi, Fundador da Seita Apostolos de Pedro, Patriarca de Entre Rios disse...

Lindo mesmo... Parabens pelo seu blog, sempre com bons textos...